Ponta Porã/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 28 de Junho de 2019, 19h:30
Tamanho do texto A - A+

Vereadores mudam votos e livram Denize da cassação

Única cassada na primeira votação, vereadora foi absolvida na tarde desta sexta-feira

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Thiago Morais/CMD

Vereadores

Com oito votos contrários, vereadores decidiram pelo arquivamento da denúncia

A vereadora afastada Denize Portolann foi novamente julgada na tarde desta sexta-feira (28) e conseguiu mudar a cassação da primeira votação eu anulada em recomendação do Ministério Público para a absolvição do processo após denúncia por quebra de decoro parlamentar.

 

Por 10 votos favoráveis, oito contrários e uma ausência, os vereadores julgaram pela improcedência da denúncia investigada na Comissão Processante formada pelos vereadores Romualdo Ramin (PDT), presidente; Mauricio Lemes (PSB), relator; e Alberto Alves dos Santos-Bebeto (PR), membro.

 

sessão especial convocada pelo presidente Alan Guedes (DEM), atendendo recomendação do MPE (Ministério Público Estadual) que orientou o cancelamento das sessões de julgamento realizadas em maio, teve início às 13h12 e encerrou-se por volta das 15h15, com a leitura, pelo vereador Sergio Nogueira (PSDB), 1º secretário da Casa de Leis, da denúncia apresentada pelo farmacêutico-bioquímico Racib Panage Harb.

 

O advogado Alexsander Niedack Alves, patrocinador da denunciada, falou por cerca de 40 minutos em defesa de Denize. Discursaram, ainda, sobre o processo, os vereadores Alberto Alves dos Santos-Bebeto (PR), Maurício Lemes (PSB), Olavo Sul (Patriota), Sergio Nogueira (PSDB) e a vereadora Lia Nogueira (PR).

 

No dia 7 de maio os 18 vereadores aptos decidiram por cassar o mandato de Denize Portollan (PR). Suplente, a vereadora Lia Nogueira (PR) foi impedida de votar naquele dia.

 

Mudaram os votos e optaram pela improcedência da denúncia, em duas sessões de votação com quórum exigido de dois terços: Cido Medeiros (DEM), Carlito do Gás (Patriota), Jânio Miguel (PR), Bebeto (PR), Silas Zanatta (Cidadania), Romuldo Ramim (PDT), Junior Rodrigues (PR) e Mauricio Lemes (PSB).

Já Alan Guedes (DEM), Daniela Hall (PSD), Elias Ishy (PT), Marinisa Mizoguchi (PSB), Sergio Nogueira (PSDB), Olavo Sul (Patriota), Madson Valente (DEM), Marcelo Mourão (PRP) e Toninho Cruz (PSB) mantiveram os votos pela cassação da vereadora. Lia Nogueira (PR), impedida de votar no primeiro julgamento, votou pela cassação. Juarez de Oliveira (MDB) não participou da sessão.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix