Ponta Porã/MS, Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 06 de Junho de 2019, 08h:36
Tamanho do texto A - A+

Projeto que isenta mesários de taxa de concursos públicos será votado

Cinco projetos serão votados na ALMS está quinta-feira

Elaine Silva
Capital News

Divulgação ALMS

Plenario assembleia legislativa

Projetos serão votados nesta quinta-feira (6)

Nesta quinta-feira (6) os deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS) devem votar em cinco projetos. Está  na lista de votação o projeto de Lei 5/2019, do deputado Zé Teixeira (DEM), referente a  isenção do pagamento de valores a título de inscrição em concursos públicos no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul, para os eleitores convocados e nomeados, que tenham prestado serviço eleitoral. O documento tem pareceres favoráveis da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração e da Comissão de Finanças e Orçamento.

 

Outro projeto a ser votado é do deputado Renato Câmara (MDB). O projeto de Lei 47/2019 que institui a Semana Estadual de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: Dengue, Zika e Chikungunya. A proposta obteve pareceres favoráveis da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia e da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

 

De autoria do Poder Executivo, o Projeto de Lei 84/2019 altera dispositivo da Lei nº 2.387, de 26 de dezembro de 2001, que fixa a remuneração dos cargos integrantes do Grupo Ocupacional Tributação, Arrecadação e Fiscalização - TAF, e dá outras providências. A Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração e a Comissão de Finanças e Orçamento deram pareceres favoráveis à iniciativa.

 

Está prevista ainda a votação do Projeto de Lei Complementar 2/2019, do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE-MS). A proposta altera e acrescenta dispositivos à Lei Complementar nº 160, de 2 de janeiro de 2012, que dispõe sobre o Tribunal e dá outras providências. De acordo com o documento, a proposição tem finalidade de promover alterações e acrescentar novas disposições na Lei Orgânica da Corte de Contas. O projeto tem parecer favorável da Comissão de Serviço Público, Obras, Transporte, Infraestrutura e Administração.

 

Conforme a assessoria deve ser apreciada a redação final do Projeto de Lei 28/2019, de autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), que dispõe sobre a obrigatoriedade do ressarcimento integral dos danos, mais o pagamento de indenização correspondente a duas vezes o valor do prejuízo causado por aquele que pichar, vandalizar ou depredar patrimônio, público ou particular, no Estado de Mato Grosso do Sul.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix