Ponta Porã/MS, Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019, 16h:28
Tamanho do texto A - A+

Defesa tenta impedir, mas Câmara volta a julgar Idenor Machado hoje

Vereadores voltam a analisar casos dos “colegas” afastados após anulação pela Mesa Diretora

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Thiago Morais/CMD

Defesa tenta impedir, mas Câmara volta a julgar Idenor Machado hoje

Sessões começam hoje na Câmara de Dourados

A Câmara de Dourados inicia nesta quarta-feira (26) os novos julgamentos dos vereadores afastados que foram apontados em  casos de corrupção e presos no final de 2018. O primeiro a ter o mandato novamente analisado é do ex-presidente da Casa de Leis, Idenor Machado (PSDB).

Os julgamentos que cassou Denize Portollan (PR) e absolveu Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM) foram anulados após recomendação do Ministério Público Estadual diante do questionamento de ilegalidade na realização das votações.

A Sessão que vai analisar o caso de Idenor começa às 18h. Amanhã (27), será a vez Cirilo Ramão, às 13h, e de Pedro Pepa, às 18h, e na sexta-feira (28) a sessão de Denize, às 13h.

A decisão foi publicada nesta terça-feira (25) no Diário Oficial do Município. Conforme o documento publicado, o Decreto-Lei 201/67 não dispõe, expressamente, que os vereadores suplentes ficam impedidos de votar no processo de cassação do vereador titular da vaga assumida. Com a decisão, todos vão participar dos novos julgamentos.

Defesa tentou impedir
A Defesa de Idenor Machado tentou na justiça impedir o novo julgamento, mas teve o pedido negado pelo juiz da 6ª Vara Cível de Dourados, José Domingues Filho.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix