Ponta Porã/MS, Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 09h:08
Tamanho do texto A - A+

“Vou pensar” diz assassino ao ser questionado sobre arrependimento

Acusado matou pai e filho, queimou os corpos e jogou dentro de poço

Elaine Silva
Capital News

Osvaldo Duarte/Dourados News

“Vou pensar” diz assassino ao ser questionado sobre arrependimento

Rafael foi preso pelo SIG no mesmo dia do crime

Preso pelo assassinato de Miguel Vieira, 39 anos e Bryan Gabriel Vaz Vieira, 17 anos, Rafael Ferreira Ponce, 29 anos, afirma “vou pensar” ao ser questionado sobre estar arrependido sobre o crime. 

 

Rafael foi preso quando tentava buscar refúgio na casa de populares no Distrito do Panambi, em Dourados. Questionado sobre o crime ele alegou que matou pai e filho, porque ele foi agredido pelas vítimas.

 

O acusado disse ainda que Bryan teria puxado uma faca na tentativa de agredi-lo, o que “deu muita raiva” e motivou as ações. Outra alegação é que pai e filho “arregaçaram” sua residência, e ainda teriam o deixado com o “olho roxo”. Rafael afirmou ainda que primeiramente matou o pai e depois o filho, sendo a pauladas, segundo o site Dourados News, e posteriormente os corpos foram queimados. 

 

Caso

Em um poço no distrito de Panambi, em Dourados, foi encontrado o cadáver do pai e filho,  Miguel Vieira, 39 anos, e Gabriel Vaz Vieira, 17 anos, na manhã de terça-feira (17). 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix