Ponta Porã/MS, Quinta-Feira, 02 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 19 de Outubro de 2021, 17h:21
Tamanho do texto A - A+

Ossada humana encontrada sob contrapiso de hospital

Fragmentos de ossos e dentes estavam juntos com frascos de ampolas de medicação antiga

Elaine Silva
Capital News

Divulga/PCMS

Ossada humana encontrada sob contrapiso de hospital

Caso aconteceu nesta terça-feira

Policiais civis da 1ª DP de Aquidauana procederam com a exumação de fragmentos de ossos humanos localizados durante escavação realizada por trabalhadores que atuavam na reforma de um hospital da cidade.

Divulgação/PCMS

Ossada humana encontrada sob contrapiso de hospital

Ossada estava junto com medicação antiga

 

Os fragmentos de ossos e dentes humanos estavam enterrados sob o contrapiso de uma área do hospital, juntos a frascos de ampolas de medicações muito antigas, o que remete às origens do local, onde já funcionou dois outros hospitais da região de Aquidauana, em décadas distintas.

 

Sob a coordenação da Polícia Civil, a perícia criminal mapeou a área onde os primeiros ossos foram encontrados. Posteriormente, o Corpo de Bombeiros iniciou escavações para localizar e exumar o restante da ossada humana.

 

Os ossos foram encaminhados ao Instituto Médico legal da Regional de Aquidauana, onde vão passar por exame necroscópico a fim de apurar o sexo, a idade e a possível década em que ocorreu o óbito. De acordo com a Polícia Civil, a investigação preliminar apontou que o contrapiso sob o qual estava a ossada é antigo e os fragmentos de ossos aparentam ser de décadas atrás, o que indica que a inumação pode ter ocorrido há vários anos. Tudo isso dificulta a constatação da causa morte e a razão do corpo ter sido enterrado indevidamente naquele local. 

 

Agora, o direcionamento das investigações, que estão a cargo da Primeira Delegacia de Aquidauana, vai ser determinado de acordo com o que o exame necroscópico e científico apurar.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix