Ponta Porã/MS, Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 05 de Novembro de 2019, 11h:28
Tamanho do texto A - A+

Empresa paulista é multado em R$ 139 mil por derramar agrotóxico

Caso aconteceu na última segunda-feira em Costa Rica

Elaine Silva
Capital News

Divulgação/PMA

Empresa paulista é multado em R$ 139 mil por derramar agrotóxico

Caso aconteceu na última segunda-feira

Polícia Militar Ambiental de Costa Rica multou empresa paulista em R$ 139 mil por poluição devido a derramamento de agrotóxico e tomar providências colocando em riscos trabalhadores. Caso aconteceu à margem da rodovia MS 306, nas proximidades da rodovia BR 359, na última segunda-feira (4). 

 

A empresa foi notificada a realizar a remoção do material contaminante e a recuperação da área degradada, apresentando os resultados à PMA, que encaminhará os documentos ao Ministério Público, depois de vistoria, para constatação da recuperação.

 

Segundo a polícia o caso aconteceu depois de um acidente pelo tombamento de um caminhão Tractor Mercedes Benz, com carreta acoplada, pertencentes à empresa, ambos com placas de Rondonópolis (MT), quando embalagens de agrotóxicos da marca Herbicida-Soldier (granulado dispersível) e o Herbicida Aurora 400 EC (concentrado) escorreram pelo acostamento, poluindo o solo e parte da vegetação.

 

Veículo transportava os produtos perigosos para Cuiabá (MT), para uma filial da empresa. Depois do acidente, o motorista (49), residente em Rondonópolis, não acionou os órgãos estatais e privados competentes, conforme obriga  a ficha de emergência que acompanha o transporte dos produtos. Além disso, a empresa proprietária do caminhão orientou inadequadamente o motorista a contratar mão-de-obra não especializada para ajudar na desobstrução da rodovia, sem todas as proteções adequadas para manipulação da carga perigosa exposta ao chão, expondo os trabalhadores aos riscos do contato com os produtos perigosos.

 

Além disso, a empresa não demonstrou quaisquer cuidados com a contaminação ambiental. A PMA confeccionou um auto de infração administrativo e arbitrou multa no valor de R$ 138.900,00 contra a empresa. Os responsáveis poderão responder por crime culposo de poluição. A pena para este crime é de seis meses a um ano de detenção.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix