Ponta Porã/MS, Sábado, 26 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 16h:11
Tamanho do texto A - A+

“Crime contra jornalista atinge liberdade de expressão”, afirma Toffoli

Presidente ainda falou de um projeto de lei para acelerar os trâmites na Justiça

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Capital News

“Crime contra jornalista atinge liberdade de expressão”, afirma Toffoli

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli

"Todo atentado contra jornalista é um atentado contra a liberdade de expressão. O STF historicamente tem garantido esse princípio. As forças de segurança e polícia judiciária vão “atuar para chegar àqueles que foram os responsáveis por esse crime horrível”, relatou o ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)  Dias Toffoli. 

 

Segundo o presidente do STF, ele tem atuado para acelerar julgamento de casos envolvendo crimes relacionados ao tráfico de drogas, e que um projeto de lei para acelerar os trâmites na Justiça será entregue ao Congresso Federal. 

 

Caso

Na noite de quarta-feira (12) o jornalista Leo Veras foi executado enquanto jantava com a família. Crime aconteceu em Pedro Juan Caballero. Ele foi alvejado por disparos de pistola 9 mm. Leo foi atingido por 12 tiros, sendo que um foi na cabeça pelas costas quando ele já estava caído no chão, o que demonstra que o jornalista tentou fugir dos pistoleiros.

 

O jornalista chegou a ser socorrido até o hospital Viva Vida, morrendo alguns minutos depois de dar entrada na unidade hospitalar. Os pistoleiros que atacaram o jornalista estariam em um Jeep Grand Cherokee. Nos últimos dias, Léo Veras concedeu entrevista à emissora Record no últimos dias, em uma matéria especial a respeito do tráfico de drogas e violência na fronteira.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix