Ponta Porã/MS, Sábado, 28 de Novembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Nacional
Domingo, 08 de Março de 2020, 07h:49
Tamanho do texto A - A+

Ronaldinho Gaúcho tem prisão preventiva decretada no Paraguai

Ex-jogador e irmão são acusados após serem detidos com passaportes falsos

Elaine Silva
Capital News

 

MP Paraguai

Ronaldinho Gaúcho tem prisão preventiva decretada

Prisão preventiva pode durar seis meses

Após serem detidos com passaportes falsos no Paraguai o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão tiveram a prisão preventiva decretada neste sábado (07), o promotor Osmar Legal pediu a manutenção da prisão preventiva, alegando "risco de fuga e que o Brasil não extradita seus cidadãos". Nesta quinta, o Ministério Público decidiu não apresentar denúncia contra Ronaldinho e seu irmão, porém no dia seguinte, porém, o caso deu uma reviravolta.

 

 

Inicialmente, havia a informação de que os dois estavam livres para sair do Paraguai e voltar ao Brasil. No entanto, eles foram presos na noite de quinta-feira e encaminhados para passar uma noite na Agrupación Especializada da Polícia Nacional, considerado de segurança máxima.

Além dos irmãos a Justiça Paraguai emitiu um mandado de prisão contra a empresária Dália Lópes, 48 anos, presidente da Angelic Fraternity Foundation, responsável por levar o ex-jogador. 

 

Caso 

Depois de serem detidos com passaporte falsos e não serem acusados pelo Ministerio Público os irmãos prestaram um depoimento à Justiça e, durante essa audiência, o juiz Mirko Valinotti rejeitou a recomendação dos promotores e ordenou que os dois irmãos continuassem sob investigação das autoridades paraguaias. A prisão preventiva pode durar até seis meses.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix