Ponta Porã/MS, Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Quarta-Feira, 29 de Maio de 2019, 12h:23
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Descubra formas baratas e criativas para deixar sua parede descolada

Por Letícia Emori

Da coluna Casa e Decoração
Artigo de responsabilidade do autor

Cores, plantas e fotografias são opções para mudar a decoração sem gastar muito dinheiro

Divulgação

ColunaCasaEDecoração

Encontrar artigos certos para espaços vazios na casa exige paciência e muita pesquisa, pois muitas vezes são caros. Uma boa ideia é sempre ficar de olho em lojas alternativas, brechós e promoções, além de locais de móveis usados que, com uma lixadeira, uma parafusadeira e um verniz, deixam peças antes destruídas novamente deslumbrantes.

Alguns blogs de decoração dão dicas para mobiliar a casa, como tirar as medidas antes de comprar os móveis, usar espelhos, que tornam um ambiente visualmente mais amplo, colocar apenas um tapete em cada ambiente, para evitar a sensação de um local apertado, e a escolha por cores neutras -- cinza, branco, bege e off-white são muito utilizadas.

De qualquer forma, é possível mudar o visual dos ambientes da casa sem gastar muito por isso: há desde técnicas artesanais até itens de reciclagem, mas outras coisas dependem apenas de quem mora na casa.

No caso de uma parede, por exemplo, há a opção de fazer dela uma exposição fotográfica: em tempos de fotografar pelo smartphone e compartilhar pelas redes sociais, é raro quem dedique seu tempo revelando e separando um cantinho da casa para receber as novas memórias, mas algumas imagens impressas, um pano úmido para receber as fotografias e cola branca para prendê-las pode gerar uma parede exclusiva em qualquer casa.

Outra dica é encher uma única parede da sala ou do quarto de cor, deixando as outras em tons mais claros que "conversem" com ela. Em uma sala de quatro cantos, colocar uma cor quente e forte em um lado e deixar as outras três com cores mais sóbrias, mudando os móveis de lugar, como mesas e cadeiras, para que tudo contraste, é uma mudança econômica e que faz muita diferença. Já no quarto, funciona também trocar cortinas, colocar espelhos em uma das paredes e utilizar peças lúdicas.

Uma terceira opção é o verde. A grande sensação do momento entre os designers de interiores, consultores e até arquitetos de casas residenciais é o jardim vertical -- geralmente uma plataforma de madeira presa presa na parede em que se pode cultivar espécies de plantas trepadeiras e flores em recipientes fixos.

Além de bonitos, eles também costumam se associar com a ideia de sustentabilidade, já que podem ser construídos usado peças de demolição, pallets e caixotes de feiras livres.

Há várias formas de deixar a casa mais verde: mesmo em casas pequenas e apartamentos é possível construir jardins verticais e, se essa não for a primeira possibilidade, existem outras formas de cultivar plantas ou flores em espaços menores. Algumas plantas são mais resistentes a ambientes menores e pouco iluminados, e elas geralmente são encontradas em floriculturas especializadas. São os casos de violetas, begônias, palmeiras-leque, lírios-da-paz e pacovás. Para salas e quartos, o ideal são folhagens também resistentes, como os paus d’água, palmeiras chamaedoreas, lanças de são jorge, e copos de leite, enquanto banheiros e lavabos topam melhor plantas úmidas, como jibóias, crisântemos, orquídeas e samambaias havaianas.

Se você fica mais tempo em casa, pode arriscar cultivar plantas que precisam de mais atenção, como azaléia anã, samambaias ou mini-heras, que necessitam de muito cuidado e uma intensa à exposição ao sol. Outras, porém, são mais autônomas, como suculentas, palmeiras arecas, zamioculcas, azaléias ou fortunas.

Se o espaço realmente for um problema, abuse das prateleiras em sua área verde e construa jardins verticais para as suas plantinhas. Sua afixação, feita rapidamente com a ajuda de ferramentas como trena, furadeira e parafusadeira, faz muita diferença na decoração dos espaços. Mas atenção: cuide para que elas sejam regadas constantemente, mesmo que estejam em locais altos e de difícil acesso.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix