Ponta Porã/MS, Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quarta-Feira, 07 de Março de 2018, 09h:49
Tamanho do texto A - A+

Simone pede que Plano Nacional de Segurança Pública contemple as fronteiras

Parlamentar levou o “grito da fronteira” para Sessão temática no Senado

Flávio Brito
Capital News

 

Divulgação/Assessoria

Simone pede que Plano Nacional de Segurança Pública contemple ações para as fronteiras

Senadora falou do Movimento Fronteira Segura, que pede o fim da violência na região

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) disse ter recebido um “pedido veemente por socorro” da população de Ponta Porã, que fica na divisa com Pedro Juan Caballero, no Paraguai. “O povo de Ponta Porã lançou um movimento chamado ‘Fronteira Segura – Reage Ponta Porã!’, que poderia se chamar Reage Fronteira, porque Ponta Porã sintetiza os reclamos de toda a população, dos mais de 300 municípios da fronteira seca no Brasil. Quem sabe, Reage Brasil”, disse durante sessão no Senado. Segundo a senadora, o movimento é um “grito” contra a violência na região. 

 

Para Simone, um desafio importante é acabar com o corte de recursos para viabilizar a implementação de ações na segurança pública e pediu ações específicas para a fronteira no Plano Nacional de Segurança Pública. “É preciso uma intervenção imediata na causa, e não apenas nas consequências do problema da violência. É preciso fechar o cerco, combater o crime organizado onde ele se inicia”, defendeu.

 

O Movimento Fronteira Segura – Reage Ponta Porã, reúne Associações, Igrejas, Sindicatos, Lions, Rotary e lideranças comunitárias. A senadora citou documento do Movimento que reivindica por unidades prisionais, estrutura para as polícias que vão de viaturas, combustíveis a delegacias, armamento e treinamento adequados.

 

A senadora sul-mato-grossense reiterou a necessidade de atacar as verdadeiras causas da violência. “Não adianta enxugarmos o gelo, por maior que seja a sua ponta visível, se não conhecermos o tamanho do iceberg”, disse, ao reforçar que não é contra as ações do Governo Federal no Rio de Janeiro.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix