Ponta Porã/MS, Sábado, 23 de Setembro de 2017 | 03:23
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 26 de Janeiro de 2017, 08h:31
Tamanho do texto A - A+

Rose participa de abertura nacional da colheita de soja em Ponta Porã

Ponta Porã é segunda maior produtora de soja no Estado; a primeira é Maracaju

Natália Moraes
Capital News

Deurico Ramos/Capital News

Governadora em exercício, Rose terá pauta com Temer em Brasília sobre segurança

Governadora em exercício, Rose Modesto

Mais de 140 autoridades devem acompanhar a abertura oficial da colheita da soja nesta quinta-feira (26) em Ponta Porã. Entre elas, a governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB). O evento conta com palestras e atividades.


Além da governadora em exercício, devem comparecer o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, senador Waldemir Moka (PMDB), dirigentes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e empresários do agronegócio. Os convidados serão recepcionados pelo prefeito Hélio Peluffo (PSDB).


A expectativa é que 1,5 mil pessoas participem das atividades, entre produtores rurais, investidores, pesquisadores, técnicos, autoridades e profissionais do setor.


O evento é uma parceria da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Mato Grosso do Sul (Senar/MS), Federação de Agricultura e Pecuária do estado (Sistema Famasul), Aprosoja/MS e Canal Rural.


Soja
Ponta Porã é segunda maior produtora de soja no Estado, a primeira é Maracaju. Já Mato Grosso do Sul é o quinto maior produtor de soja do país, atrás de Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul e Goiás.


Na última safra, o estado produziu 7,60 milhões de toneladas de soja, em uma área de 2,46 milhões de hectares. Expectativa é de colher 7,79 milhões de toneladas na safra 2016/2017, o que representaria um crescimento de 2,44%. Se esse número se confirmar, Mato Grosso do Sul terá produção historicamente recorde.

 

O evento acontece na propriedade rural Agropastoril Jotabasso, que tem uma área de cultivo de 27,5 mil hectares de soja, com experiência de 30 anos na produção de sementes da oleaginosa. (com assessoria).

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix