Ponta Porã/MS, Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017 | 00:39
27˚
(67) 3042-4141
Política
Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2017, 17h:36
Tamanho do texto A - A+

Áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá avançam na Câmara

Agora a matéria será votada na comissão de Constituição e Justiça antes de seguir para análise no Senado

Flávio Brito
Capital News

 

Deurico/Capital News

Deputado Federal Dagoberto Nogueira fala sobre denúncia lida na Câmara contra Michel Temer

Deputado federal Dagoberto Nogueira

A proposta que cria áreas de livre comércio em Ponta Porã e Corumbá apresentada pelo deputado Dagoberto Nogueira (PDT) foi aprovada na comissão de Finanças e Tributação nesta quarta-feira (29). O projeto de lei 533/2015 prevê a isenção dos impostos de importação e sobre produtos industrializados para viabilizar a instalação de empresas na região de fronteira. 

 

A escolha dos dois municípios foi estratégica pois as áreas de livre comércio funcionam preferencialmente em regiões fronteiriças. Enquanto Corumbá tem um dos portos fluviais mais importantes do país e já está praticamente interligada com Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro, Ponta Porã está conectada com Pedro Juan Caballero e possui uma infraestrutura de transporte suficiente para escoar a produção. 

 

Não serão concedidos os incentivos fiscais para empresas que produzam armas, munições, veículos de passageiros, bebidas  alcoólicas e fumo e seus derivados. Além disso, a isenção dos dois impostos só será reservada para produtos Industrializados que se destinem ao mercado nacional. 

 

Agora a matéria será votada na comissão de Constituição e Justiça antes de seguir para análise no Senado.  Para o deputado Dagoberto, a isenção dos impostos vai propiciar o desenvolvimento econômico e social destes importantes municípios do Estado. “O objeto deste projeto é intensificar a integração latino-americana e as relações bilaterais com nações vizinhas, promovendo o desenvolvimento socioeconômico do Estado e das regiões fronteiriças. Tenho certeza que várias empresas vão aproveitar esse diferencial fiscal para se instalar nos dois municípios. O nosso mandato garante assim um importante avanço para o Mato Grosso do Sul”, afirmou Dagoberto. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix