Ponta Porã/MS, Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sexta-Feira, 08 de Dezembro de 2017, 17h:55
Tamanho do texto A - A+

Aprovada a criação do curso de medicina para Corumbá e Ponta Porã

Projeto de criação e implantação do curso no Campus Pantanal estava aprovado pelo Conselho Universitário (Coun) da UFMS

Flávio Brito
Capital News

 

UFMS/Divulgação

 Pedro Chaves conquista curso de medicina para Corumbá e Ponta Porã

Foi dada a aprovação para a criação dos cursos de medicina em Corumbá e Ponta Porã. O pleito feito pelo senador Pedro Chaves (PSC) foi atendido pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB).  O parlamentar recebeu a confirmação do ministro da Educação, Mendonça Filho, por meio de uma ligação na noite desta quinta-feira (7). 

 

“Foi muito gratificante receber essa ligação. Esse curso foi muito esperado, batalhei muito para conseguir viabilizar essa oportunidade para jovens dessas regiões. Tenho certeza de que isso trará muitas conquistas em prol da saúde do nosso Estado”, afirmou o senador.

 

Atualmente, grande parte dos jovens que moram na região fronteiriça de Mato Grosso do Sul com Paraguai e Bolívia preferem cursar Medicina nesses países do que mudar para Campo Grande, onde teriam que gastar com locomoção e moradia. “Há muitos tempo a população dessas localidades me reivindicam o referido curso e, agora, muitos jovens terão acesso ao sonho de fazer Medicina no próprio estado”, ressaltou.

 

O projeto de criação e implantação do curso no Campus Pantanal estava aprovado pelo Conselho Universitário (Coun) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), mas se encontrava em tramitação no Ministério da Educação. “Me esforcei muito para que o presidente Michel Temer e, especialmente o ministro da Educação, Mendonça Filho, liberassem o curso de Medicina para Corumbá e Ponta Porã. Estou muito feliz com essa conquista que beneficiará jovens de todo o Mato Grosso do Sul”, finalizou o senador.

 

1 COMENTÁRIO:

Ufa, até que enfim, Ponta Porã merecia.
enviado por: Carlos Dornles em 10/12/2017 às 09:58:46
1
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix