Ponta Porã/MS, Quarta-Feira, 28 de Junho de 2017 | 22:08
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 12 de Junho de 2017, 15h:54
Tamanho do texto A - A+

Morte de irmãs na fronteira pode estar ligada a morte de irmão de narcotraficante

A suspeita é que Juliano Pereira, 39, ex-marido de Fabiana e que está preso em Campo Grande, tenha sido mandante do crime. A morte está sendo investigada

Cristiano Arruda
Capital News

Porã News

Após sequestro, irmãs são encontradas queimadas e decapitadas

Irmãos foram sequestras, queimadas e decapitadas na cidade vizinha à Ponta Porã

 

O Ministério Público do Paraguai criou uma força-tarefa para investigar o assassinato das irmãs Fabiana Aguayo Baez, 23, e Adriana Aguayo Baez, 28. O crime ocorreu no ultimo dia (8), em Pedro Juan Caballero. As irmãs foram seqüestradas e esquartejadas, os corpos foram carbonizados a um carro em uma estrada que liga a cidade as cabeças foram encontrada dentro de um saco de lixo preto, no dia seguinte ao crime.

 

A suspeita é que Juliano Pereira, 39, ex-marido de Fabiana e que está preso em Campo Grande, tenha sido mandante do crime. A morte está sendo investigada.

 

Tanto policias brasileiros e do Paraguai é que o crime tenha sido ordenado pela máfia do tráfico de drogas que atua na fronteira de Pedro Juan Caballero com Ponta Porã.

 

Outra linha de investigação liga o caso à morte do comerciante Ronny Gimenez Pavão, 38, ocorrida no dia 14 de março deste ano, em Ponta Porã.

 

Ronny era irmão do narcotraficante Jarvis Gimenez Pavão, 49, que está preso em Assunção e é apontado como o principal fornecedor de cocaína que sai da Bolívia, passa pelo Paraguai e chega ao Brasil e vai para a Europa.

PorãNews

Após sequestro, irmãs são encontradas queimadas e decapitadas

Irmãs foram sequestras, queimadas e decapitadas na cidade vizinha à Ponta Porã

 

Caso

As irmãs foram sequestradas  por sete homens e o suspeito de ter mandado matar é o ex-marido de Fabiana, Juliano Pereira, 39, que está preso em Campo Grande. 

 

Os corpos foram encontrados queimados e sem a cabeça na madrugada desta quinta-feira (8), em uma estrada, as irmãs foram queimadas dentro de uma camionete, na carroceria foi encontrado uma motosserra e um facão que foi usado para arrancar a cabeça das vítimas.

 

Segundo a polícia que investiga o crime das irmãs, ao chegarem a casa delas, os mesmos constataram que elas estavam se preparando para deixar o local. Móveis e roupas estavam encaixotadas, o que dava a entender que elas se mudariam em breve, possivelmente para o lado brasileiro. Fabiana estaria namorando um policial civil de Mato Grosso do Sul.

 

Ainda de acordo com a polícia, as irmãs atuavam com venda de drogas em pequenas quantidades, no local foi encontradas uma caminhonete Toyota e meio quilo de maconha.

 

 Saiba mais

  Encontradas as cabeças de irmãs paraguaias que foram sequestradas
  Após sequestro, irmãs são encontradas queimadas e decapitadas

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix