Ponta Porã/MS, Quarta-Feira, 20 de Março de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 18 de Fevereiro de 2019, 16h:52
Tamanho do texto A - A+

Guerra entre facções na fronteira deixa um morto e dois feridos

Vítimas foram atingidas por tiros de metralhadora e fuzil, após perseguição nas cidades de Coronel Sapucaia (MS) e Capitan Brado (PY)

Caroline Carvalho
Capital News

Reprodução/PorãNews

Guerra entre facções na fronteira deixa um morto e dois feridos

Policiais Militares e da Polícia Nacional do Paraguaia isolaram as áreas onde ocorreram o ataque até a chegada dos investigadores

Guerra entre facções criminosas na fronteira com o Paraguai deixou um morto e dois feridos, na tarde deste domingo (17). As vítimas foram atingidas por tiros de metralhadora e fuzil após perseguição nas cidades de Coronel Sapucaia, que fica a 396 km de Campo Grande, e Capitán Bado, no Paraguai. 

 

De acordo com o site Porã News, o primeiro ataque ocorreu em uma casa do município de Coronel Sapucaia, por volta das 17h. Pistoleiros que estavam dentro de um carro efetuaram vários disparos no local e mataram Denilson Armoa, proprietário da residência.  

 

Posteriormente, os integrantes da facção foram até a avenida internacional de Capitán Brado, e tentaram atirar em uma caminhonete, que estava estacionada no local. O motorista fugiu cruzando a fronteira, em direção ao município sul-mato-grossense, e durante o percurso, houve uma intensa troca de tiros entre os dois veículos. 

 

De acordo com testemunhas, o condutor do veículo conseguiu fugir, com o apoio de um homem a bordo de uma motocicleta, mas informações dão conta de que ele foi ferido. Investigadores da polícia civil realizam buscas pela região da fronteira, mas a vítima ainda não foi encontrada. 

 

Reprodução/PorãNews

Guerra entre facções na fronteira deixa um morto e dois feridos

Caminhonete foi atingida por vários tiros de fuzil

Outra vítima, identificada como Diego Alex Espinosa, de 19 anos, foi socorrida por populares e levada até o hospital de Coronel Sapucaia, onde, após receber atendimento médico, foi encaminhado de ambulância à Pedro Juan Cabellero, no Paraguai. 

 

Ainda segundo o site, várias cápsulas de munição disparadas de metralhadora de calibre 9mm e fuzil de calibre 5.56 entre os integrantes de facções criminosas ficaram espalhados pelo chão nas proximidades dos ataques. 

 

Policiais Militares e da Polícia Nacional do Paraguaia imediatamente isolaram as áreas até a chegada dos investigadores da Divisão de Homicídios e da Polícia Técnica. Após realizarem os procedimentos, encaminharam o corpo da vitima fatal ao IML (Instituto Médico Legal) de Coronel Sapucaia, para posterior entrega aos familiares. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix