Ponta Porã/MS, Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018 | 23:03
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 03 de Janeiro de 2018, 08h:52
Tamanho do texto A - A+

Várias pessoas se queimam com fogos de artifício e duas perdem dedos das mãos

Pacientes foram internados no fim de ano, na Santa Casa de Campo Grande

Laura Holsback
Capital News

O setor de queimados da Santa Casa de Campo Grande recebeu grande número de pacientes neste período de fim de ano. Em mais da metade, as queimaduras foram ocasionadas por fogos de artifício. Duas dessas pessoas tiveram dedos das mãos amputados.

 

Divulgação/Santa Casa

Várias pessoas se queimam com fogos de artifícios e duas delas perderam dedos

Duas pessoas perderam dedos das mãos após explosão de fogos de artifício

Conforme levantamento do hospital, entre os dias 29 e 1º, oito pessoas deram entrada no hospital, seis delas por queimaduras com fogos de artifício e as demais devido a explosão de álcool em chapa de bife. Um dos pacientes queimados com fogos teve três dedos da mão direita amputados e outro perdeu um dedo polegar.

 

A enfermeira assistencial do setor, Maria Aparecida da Silva Martins, explica que, geralmente, a amputação ocorre no momento da explosão. “Em muitos casos, por algum defeito de fabricação, o artifício não explode quando deveria e as pessoas voltam a manuseá-lo, momento em que ocorre o acidente. A explosão é sempre muito traumática e a pessoa acaba tendo amputação ou dilaceração na hora do acidente”, declarou. 

 

Além das vítimas de fogos de artifícios, a ala de queimados do hospital recebeu uma paciente de Ponta Porã, com 30 anos, que teve 15% do corpo queimado após explosão de álcool ao assar bife na chapa. 

 

 “Infelizmente, muitas pessoas ainda continuam se queimando com a utilização inadequada do álcool. O tratamento de um grande queimado dura até três meses e é um trauma para o resto da vida. Então é preciso conscientizar as pessoas para que não utilizem álcool e evitem que uma comemoração se torne uma tragédia”, enfatiza a enfermeira.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix