Ponta Porã/MS, Domingo, 19 de Novembro de 2017 | 16:44
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 18 de Julho de 2017, 10h:36
Tamanho do texto A - A+

Ponta Porã comemora 105 anos de emancipação

Munícipio na fronteira com o Paraguai foi criado em 18 de julho de 1912

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Arquivo/Foto de Albert Braud

Ponta Porã comemora 105 anos de emancipação

Meados da década de 20 séc. XX. Construção do castelinho foi financiada pela Cia Mate Larangeiras, famoso prédio histórico localizado em Ponta Porã

Dr. Joaquim Augusto da Costa Marques, Presidente do Estado de Mato Grosso, assinou e publicou no dia 18 de Julho de 1912 a resolução nº 617 que garantiu a emancipação política de Ponta Porã. Hoje, o município comemora 105 anos com população aproximada de 88 mil pessoas sendo importante local para investimento de empresas para exportação, agronegócio e turismo.

"Artigo 1º - Fica criado o Município de Ponta Porã, com sede no povoado de mesmo nome, que será desde logo elevada a categoria de Villa”, iniciava a resolução.

A origem do nome Ponta Porá, provavelmente também estaria ligada às três culturas: guarani, espanhola e portuguesa. A cidade fica localizada ao lado com Pedro Juan Caballero no Paraguai sendo separa apenas por uma avenida.

Pela história, Ponta Porã teve que vencer sua independência através de muitos acordos políticos e com a ata registrada apenas em 1913. O município passou a categoria de Comarca através da lei Nº 721 de 23 de setembro de 1915, mais um importante passo para a princesinha dos ervais, chegar a sua tão sonhada emancipação e reconhecimento futuro como município algo que contribuiria ainda mais para seu desenvolvimento dentro da região fronteiriça.

Antes de chamar-se Ponta Porã, o município e toda a região de Pedro Juan Cabalhero era chamada de Punta Porá. Diz a história que o local foi povoado dentre os campos de Erva-mate. Antes da Guerra do Paraguai, Ponta Porá era apenas uma região deserta no interior do Paraguai habitada somente por algumas tribos de índios. A região era também local de parada de carreteiros que faziam o transporte de erva-mate.

imagem e divulgação Projeto Rondon

Ponta Porã comemora 105 anos de emancipação

Foto da visita do General Cândido Rondon ao 11º RC 1925.


Em 1862 chegou o grupo do tenente militar Antônio João Ribeiro que se fixou na cabeceira do rio Dourados (onde hoje é o município de Antônio João) e fundaram ali a Colônia Militar dos Dourados.

 

Em 1872, após o fim da Guerra do Paraguai, houve a fixação da região fronteiriça do Brasil com o Paraguai, no qual também constavam os respectivos limites com o Brasil. A partir daí a região de Ponta Porã passa a ser possessão territorial brasileira.

 

Em 1900 Ponta Porã torna-se Distrito de Bela Vista. Em 18 de julho de 1912 foi criado o Município de Ponta Porã, deixando de ser distrito de Bela Vista. No ano seguinte foi instalado o município e toma posse seu primeiro Prefeito, Ponciano de Matos Pereira.

 

A vida e a dedicação do Marechal Cândido Rondon foi um dos principais fatores para desenvolvimento da atual região Centro Oeste, as linhas telegráficas facilitaram a comunicação do desconhecido Oeste brasileiro com o restante do país.

 

Deurico Ramos/Arquivo Capital News

Helio Peluffo diz que prioridade da gestão é saúde

Prefeito Helio Peluffo do PSDB eleito com 27.193 votos

Historia
Fonte via morena extraída do livro “Rondon conta sua vida.” de: Esther de Viveiros, Rondon conta sua vida, Cooperativa Cultural dos Esperantistas, Rio, 1969, página 195. No ano de 1905 Rondon e sua comitiva passa pela região onde hoje é Ponta Porã. “Em sua viagem de inspeção ao Sul do Estado, após a extensão da linha telegráfica até Bela Vista, Rondon chega a Ponta Porã, povoado com rancharia de zinco e capim, numa planície imensa, sem rio que o abastecesse, apenas uma lagoa para servidão pública, havia, entretanto, nos arredores, cabeceiras que poderiam fornecer boa água aqueles 1000 habitantes, o comércio fazia-se com Concepción, através da célebre picada de Chiriguello, por onde passou Lopez na retirada para Cerro Corá, era a parte de Ponta Porã pertencente ao Paraguai, muito maior que a parte brasileira e chama-se hoje Pedro Juan Caballero, nome do patriarca da independência daquele país”.

 

Informações atuais
Ponta Porã é um município brasileiro do estado do Mato Grosso do Sul, Região Centro-Oeste do país. Faz divisa com a cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Está localizado na Mesorregião do Sudoeste de Mato Grosso do Sul e Microrregião de Dourados e constitui uma área conurbada internacional com a cidade Pedro Juan Caballero, capital do departamento de Amambay, no Paraguai. O símbolo da cidade é uma cuia de chimarrão e outra de tereré, que representa duas culturas que se tornam apenas uma.

Ponta Porã está distante 1.346 km de Brasília, a capital federal, e 324 km de Campo Grande, capital do estado, e ligada por meio de rodovias federais que dão acesso aos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso. A população do município é de mais de 88 mil habitantes. O Atual prefeito é Hélio Peluffo (PSDB) que foi eleito para o mandato de 1917 até 2020.

Anderson Ramos/ Arquivo Capital News

Ponta Porã

Município na fronteira é chamado de princesinha dos ervais devido sua história

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix